Escola Irene Lisboa – Visita Cantina

Caros Pais e Encarregados de Educação,

A APAECM almoçou na Escola Irene Lisboa dia 11 de novembro e comprovou mais uma vez a qualidade da refeição e a organização da cantina.

Deixamos aqui uma foto do almoço :

Obrigado!

CURSO NÍVEL 1 DE ROBÓTICA

Caros Pais e Encarregados de Educação,

Informamos que estão abertas as inscrições para o Curso Nível 1 de Robótica, para crianças e jovens a partir dos 8 anos.

O curso tem a orientação pedagógica da “Academia de Robótica” e ocorrerá nas instalações da Escola Irene Lisboa às sextas-feiras às 14h30 durante todo o ano letivo.

cartaz robótica cores jpg

 

Cartão de Estudante – Obrigatório e necessário para a Segurança dos nossos Filhos!

Caros Pais e Encarregados de Educação,

Relembramos a necessidade de todos os alunos ( 2º ciclo em diante) estarem munidos do Cartão de Estudante!

Ser portador do cartão de estudante é um dos deveres do Aluno consagrados no Regulamento Interno do AECM ( alínea f) do n.º 2, artigo 73º). O facto de não ser portador do cartão implica a aplicação de medida corretiva ou de medida disciplinar sancionatória prevista no artigo 80.º do RI do AECM.

Para além das questões disciplinares que são naturalmente relevantes,  ser portador e utilizar o cartão de estudante é fundamental para a Segurança dos nossos Filhos!

Numa situação de emergência ( ex: incêndio ) a evacuação de todos os alunos só pode ser assegurada se, no momento do incêndio, for possível comparar a lista de alunos presentes na escola ( no momento da emergência) com a contagem efectuada no ponto de encontro.

Caso os alunos não registem a entrada, o sistema, quando emite a lista de presenças, apenas vai mencionar aqueles que registaram entrada, o que pode trazer consequências graves.

O mesmo acontece com a ausência de registo de saída. Pode dar-se o caso de a listagem referir a presença de alunos que já não estão na Escola, obrigando as entidades a procurarem por quem não está no Edifício.

Por tudo isto apelamos para o porte e uso do Cartão de Estudante!

Obrigado.

 

 

Escola Básica da Constituição

Caros Pais e Encarregados de Educação,

Informamos que devido a uma inundação na Escola Básica da Constituição, que afetou de forma considerável as salas do pré escolar e a biblioteca, o Agrupamento não teve outra opção que não encerrar (de forma provisória) o pré escolar naquele estabelecimento de ensino.

A APAECM tem estado em contacto com o Agrupamento e a Câmara Municipal do Porto de forma a perceber quais as alternativas equacionadas. Neste momento ainda não nos é possível confirmar a solução encontrada ( pelo menos no seu todo) mas podemos garantir que amanhã o pré escolar não irá funcionar na Constituição.

Amanhã todos os pais serão contactados de forma a ser transmitida a alternativa que foi encontrada.

Obrigado.

 

 

Peso das Mochilas – Que solução para este gravíssimo problema?

Caros Pais e Encarregados de Educação,

O peso das mochilas é sem quaisquer dúvidas um dos grandes problemas que temos para resolver.

Em fevereiro de 2017, 48 mil portugueses assinaram a petição pública “Contra o peso excessivo das mochilas escolares em Portugal”. Um estudo foi entregue a todos os grupos parlamentares  em setembro de 2017. Resultados? Até à data nenhuns!

Os nossos filhos continuam a carregar um valor muitíssimo superior aquele que a Organização Mundial de Saúde (OMS) estabelece como limite, ou seja, 10% do seu peso corporal.

Uma criança de 40KG deve no máximo transportar 4KG. Na realidade transporta o dobro e por vezes mais.

Como podemos obrigar uma criança de 35 a 45 a suportar um peso de 10kg ou mais?

Quem se preocupa com a Saúde dos nossos filhos e que consequências isto pode acarretar nas suas vidas futuras?

Para que possamos insistir, junto da tutela, a urgência em resolver este assunto, pedimos a todos que nos comuniquem através do mail: apaecm.geral@gmail.com,  o peso que o seu filho(a) transporta habitualmente ou se preferirem apenas o dia em que a mochila tem mais peso.

É muito importante esta recolha de informação! Temos que fazer algo!

Obrigado pela vossa colaboração!

 

Apresentações AECM – Ano Letivo 2019-2020

Caros Pais e Encarregados de Educação,

Horários das apresentações no Agrupamento de Escolas Carolina Michaëlis:

Pré-escolar

12 -09-2019                     18h00

1º Ciclo

13-09-2019

1º ano – 9h30

2º, 3º e 4º anos – 14h30

2º Ciclo

13-09-2019                    09h30

3º Ciclo

13-09-2019                     14h30

Secundário

13-09-2019

10º anos – 11h30

11º e 12º anos – 16h30

 

Obrigado.

Despacho n.º 7247/2019 –

Caros Pais e Encarregados de Educação,

A Lei n.º 38/2018, de 7 de agosto, veio estabelecer o direito à autodeterminação da identidade de género e expressão de género e à proteção das características sexuais de cada pessoa.

Consulte aqui o despacho: despacho identidade de género

Pode consultar também a notícia que sai no Observador: https://observador.pt/especiais/polemica-sobre-a-identidade-de-genero-nas-escolas-afinal-o-que-diz-a-lei-e-o-que-pensam-pais-e-diretores/

 

 

Reutilização de Manuais Escolares

Caros Pais e Encarregados de Educação,

Tendo em conta algumas dúvidas que se levantaram quanto a questão da entrega e da reutilização dos manuais escolares, estamos neste momento e depois de falar com o Professor José Novais, Diretor do AECM, com a DGEstE e de ler o Despacho 921/2019, em condições de informar o seguinte:
 – Deve ser consultado o Despacho 921/2019 que juntamos infra. Despacho este que é o Manual de Apoio a Reutilização dos Manuais Escolares.
 – Os manuais escolares “gratuitos” devem ser entregues em condições de reutilização. Dizemos gratuitos, entre aspas, pois os livros são efetivamente gratuitos mas cedidos a título de empréstimo até à conclusão do ano letivo ou no final do ciclo de estudos, quando se trate de disciplinas sujeitas a exame.
 – O Agrupamento apesar da informação que foi enviada aos pais e encarregados de educação dos 1º e 2º ciclos, percebe que os manuais escolares de determinadas disciplinas, onde muitos exercícios são feitos no próprio manual, poderão não estar em condições de serem reutilizados. Esta situação, depois de devidamente analisada e comprovada pela Comissão designada para o efeito,  não implicará que no ano seguinte não tenham acesso aos empréstimo dos manuais escolares
 – Independentemente da análise e do entendimento à posteriori que exista sobre o bom ou mau estado de conservação do manual escolar, para nós o importante é que os pais e encarregados de educação conheçam as regras aquando da entrega dos manuais. Iremos solicitar ao AECM que essa mensagem seja passada de forma clara e que todos tomem conhecimento das condições em que são cedidos os manuais no momento da entrega.
Esta situação já está prevista no Despacho 921/2019, onde existe um modelo de uma minuta para ser entregue aos pais e encarregados de educação, que a seguir transcrevemos:
5.2 — Minuta de Declaração II (em papel)
Eu, …, encarregado de educação com o NIF …, declaro por minha honra que fui informado e compreendi que os manuais que me forem entregues ao abrigo do programa MEGA, destinados ao(s) meu(s) educando(s), têm que ser entregues ao estabelecimento de ensino, em bom estado, no final do ano letivo a que se destinam ou no final do ciclo de estudos, quando se trate de disciplinas sujeitas a exame. 
Declaro igualmente ter consciência de que a penalidade em caso da
não entrega anteriormente prevista consiste na devolução ao estabelecimento de ensino do valor integral do manual.
 – No ano letivo de 2019-2020 o regime de “gratuitidade” dos manuais escolares será alargado para todo o ensino básico e secundário.
Diploma 921/2019

reutilização manuais escolares

Número máximo de alunos nas turmas do secundário baixa para 28

Caros Pais e Encarregados de Educação,

Saiu hoje o Despacho Normativo 16/2019 de 4 junho de 2019 que fala na redução do número de alunos no Secundário.

despacho normativo 16-2019 de 4 de junho 2019

 

Através do linK infra pode consultar informação sobre o mesmo despacho.

https://www.publico.pt/2019/06/04/sociedade/noticia/numero-maximo-alunos-turmas-secundario-passa-30-28-1875299

Obrigado.

 

Um cheirinho da Desfolhada do Milho no Bom Pastor

davdavdav

Nos fins de Setembro, princípios de Outubro cortam-se as canas do milho, que são transportadas para a eira no carro de bois. Na eira faz-se a desfolhada.
A desfolhada é um trabalho agrícola onde se retira a espiga (ou maçaroca) da planta, que se chama milho. Embora possa parecer uma festa, é um trabalho duro e cansativo, tanto para os adultos, homens e mulheres, como para os jovens e as crianças que, por essas aldeias fora, trabalham no campo.
À medida que se desfolha, vai-se amontoando as espigas em cestos de verga ou de costelas que, depois de cheios, são despejados no canastro ou espigueiro.

Os jovens participam entusiasmados nas desfolhadas, sempre na esperança de encontrar milho-rei ou rainha para poderem dar um beijo à namorada.
Onde está o milho-rei?
Durante as desfolhadas, o aparecimento das espigas de milho vermelho é fundamental para manter o entusiasmo de todos.

É que o feliz achador tem a obrigação de gritar bem alto: – MILHO REI ! – e o direito de dar uma volta a todos os trabalhadores, distribuindo abraços. Antigamente, esta era uma oportunidade única para se aproximar fisicamente das raparigas, das namoradas, até das noivas porque, na época, as convenções sociais eram muitas e a vigilância por parte dos pais era muito apertada.
Sempre, após as malhadas ou desfolhadas, os donos da casa ofereciam uma lauta merenda, geralmente constando pão de milho ou centeio, azeitonas, iscas de bacalhau ou sardinha assada, não faltando, é claro, o indispensável vinho servido em cabaça por onde todos vão bebendo.

Durante essa merenda e prolongando-se por algum tempo mais, entre os presentes sempre tinha alguém que tocava, ou pelo menos “arranhava” uma concertina (é assim que chamam aos acordeões menores) e o baile estava formado. No Minho não se compreendia que se pudesse executar qualquer faina (trabalho) agrícola sem ser acompanhada ou coroada por cantos e danças.
Depois das desfolhadas, as folhas eram aproveitadas para encher colchões. As espigas eram malhadas para a desfolhar os grão e o carolo ( aparte branca do interior da espiga) era aproveitado para o fogo. O pó, chamado moinha, dava para encher almofadas. O grão do milho era passado por um limpador e posto na eira a secar. Depois de seco, era limpo novamente e posto em caixas ( arcas ).

(fonte: https://portugaldeantigamente.blogs.sapo.pt/a-desfolhada-2381)

Campanha Nacional para uma melhor alimentação

Campanha da DGS propõe maior consumo de fruta, água, leguminosas e hortícolas

A Direção-Geral da Saúde lançou no dia 6 de novembro uma campanha nacional para incentivar os portugueses a consumirem em maior quantidade alguns alimentos que têm sido ainda pouco valorizados e consumidos.

É o caso da fruta, hortícolas, leguminosas e água, em que os consumos nacionais estão ainda aquém das recomendações.

A campanha “Comer melhor, uma receita para a vida” é uma campanha pela positiva que pretende incentivar o consumo de alguns alimentos que são ainda pouco valorizados.  Reconhecendo que a mudança de hábitos alimentares é um processo complexo, difícil e que tem mais possibilidades de sucesso quando se propõe um processo de mudança gradual, propõe-se uma abordagem passo a passo, através da qual são sugeridas pequenas mudanças na alimentação que podem fazer toda a diferença para a saúde.

Deste modo, esta receita para a vida inclui as seguintes mudanças que podem ajudar os portugueses a comer melhor: 1) beber mais água (mas sem açúcar) 2) aumentar o consumo de leguminosas (feijão, grão, ervilhas, lentilhas…) e 3) aumentar o consumo de fruta e hortícolas. A campanha terá a duração de três semanas e em cada uma destas semanas será lançado um novo desafio.

Vejam aqui o vídeo da campanha

Consulte também estas informações:

https://apaecm.files.wordpress.com/2019/11/lanches-escolares-saudc3a1veis.odt

https://apaecm.files.wordpress.com/2019/11/5_passos_sopa-sopa-c3a9-para-todos….pdf

https://apaecm.files.wordpress.com/2019/11/cartaz-das-quantidades-de-calorias-contidas-em-alguns-alimentos.pdf

https://apaecm.files.wordpress.com/2019/11/cartaz-dos-ac3a7ucares-contidos-em-alguns-refrigerantes.pdf

Obrigado!